Secretário da Justiça e Cidadania recebe Troféu África Brasil 2022

Por Antonio Carlos da Silva Barros - Coordenador do CPPNI

Nesta quinta-feira, 2 de junho, o secretário da Justiça e Cidadania, Fernando José da Costa, recebeu o Troféu África Brasil 2022 destinado às pessoas físicas ou jurídicas que tem contribuído para o desenvolvimento humano, com ações voltadas à promoção da cultura e inclusão socioambiental da comunidade afrodescendente em nosso País.

O prêmio celebra o Dia da África, comemorado desde 1972 pela Organização das Nações Unidas (ONU), em referência à criação da Organização de Unidade Africana (OUA), no ano de 1963, atualmente União Africana (UA), com a missão de defender e emancipar o continente.

O Centro Cultural Africano tem a missão de estabelecer maiores relações entre o Brasil e os 54 países da África, com a responsabilidade de atuação do nigeriano Otunba (rei), desde 1999.

Estiveram presentes na entrega da premiação, o secretário-executivo do Centro de Equidade Racial, Ivan Lima, e o presidente do Conselho Estadual de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra, Gil Marcos Clarindo dos Santos, acompanhado da vice-presidente, Cida Costa, que indicaram o nome do secretário para receber o prêmio na edição deste ano.

Além da chefe de gabinete da pasta, Lucimara Nunes de Paula, o coordenador de Políticas para a População Negra e Indígena, Antonio Carlos da Silva Barros, o diretor de comunicação do Centro Cultural Africano, Dalton Patriota, ao lado do seu colega de equipe, Moacir Matos, e representando a Secretaria de Desenvolvimento Regional, Danilo Zamboni.

O secretário da Justiça e Cidadania, recebe a homenagem pelo enfrentamento que tem feito ao racismo, pela valorização das comunidades quilombolas e das religiões de matriz africana, da comunidade negra e a promoção da equidade racial no Estado de São Paulo.

A Secretaria da Justiça e Cidadania (SJC) desenvolve diversos projetos, dentre eles: o Plano Estadual de Promoção da Igualdade Racial, para as gerações atuais e futuras da comunidade negra; a Conferência Estadual de Promoção da Igualdade  Racial; as Cidades Antirracistas em parceria com o Ministério Público de São Paulo; o São Paulo contra o Racismo, vinculado à diversas prefeituras e instituições vinculadas à causa racial; o Procon Racial para atuações nas relações de consumo; o processo administrativo para os casos de intolerância racial que atingem, em especial, as religiões de matrizes africanas; e os cursos EAD para a comunidade negra. 

A diversidade de ações em favor da comunidade negra do Estado de São Paulo confirmam a recepção desta digna homenagem ao secretário de justiça e cidadania, Fernando José Costa. Ubuntu.

*Ubuntu: É a capacidade humana de compreender, aceitar e tratar bem o outro. 

É como diz um provérbio xhosa da África do Sul: “Umuntu Ngumuntu Ngabantu”. Ou seja: “Uma pessoa é uma pessoa por causa das outras pessoas”. (Fonte)