Centro de Referência e Apoio à Vítima

O que é?

O Centro de Referência e Apoio à Vítima (CRAVI) é um programa da Secretaria da Justiça e Cidadania, criado em julho de 1998 pelo Governo do Estado de São Paulo, para dar apoio às vítimas diretas e indiretas de crimes contra a vida, e assim dar eficácia ao artigo 245 da Constituição Federal e ao artigo 278 da Constituição Estadual.

Tem como missão: ser referência para ações e políticas públicas que visam a superar os ciclos de violência e promover reconhecimento, cidadania e acesso à justiça e aos direitos de vítimas de crimes violentos.

 

O que faz?

O CRAVI oferece atendimento público e gratuito às vítimas e seus familiares. Qualquer cidadão (a) que tenha passado por uma situação de violência de qualquer natureza, será acolhido no serviço por uma equipe interdisciplinar especializada.

A equipe do CRAVI é composta por assistente social, psicólogos e estagiários das respectivas áreas. Esses profissionais são especialistas no atendimento às vítimas de crimes contra a vida, que na sua maioria são sobreviventes, ou familiares e amigos que perderam seu ente querido assassinado.

Ao realizar a triagem com as vítimas, a equipe identifica os problemas enfrentados e direciona para receber apoio no próprio centro, ou poderá encaminhá-las, para as demais unidades do CRAVI, rede ou serviços pertinentes às suas demandas.

O apoio oferecido pelo CRAVI consiste no acolhimento, atendimento, acesso à informação e orientação às vítimas nos casos de crimes tentados ou consumado, tais como: feminicídio, homicídio, latrocínio, tortura entre outros.

O CRAVI disponibiliza espaço sigiloso e acolhedor para apoiar, escutar e cuidar do cidadão exposto ao sofrimento causado pela violência. Por meio do atendimento presencial, oferecemos apoio psicossocial e orientação jurídica, facilitadas pelas parcerias estabelecidas com o Ministério Público do Estado de São Paulo e a Defensoria Pública do Estado de São Paulo.

Visamos também produzir e compartilhar conhecimento em direitos humanos por meio de oficinas/palestras/atividades. E a partir de ações conjuntas com a rede socioassistencial prevenir a violência e democratizar o acesso à justiça, as políticas públicas e as propostas de redução de danos.

 

Como acessar?

Basta se dirigir a uma de nossas unidades, com um documento de identificação, ou entrar em contato conosco por telefone ou e-mail. Inicialmente é realizada a triagem (presencialmente ou por telefone) para compreensão da necessidade apresentada e a partir da demanda a pessoa será direcionada para o acolhimento e atendimento no próprio CRAVI ou outro serviço especializado.

 

Nossa equipe

Coordenadora: Luane Natalle

 

UNIDADE BARRA FUNDA – Sede Fórum Criminal da Barra Funda

Simeia Ivo – Assistente Social

Priscila Santos Martins D’Auria – Psicóloga

Luanda Godois Avedissian  – Psicóloga

Jane Salgado Andriani Petrizzo – Psicóloga

Ana Maria Ferreira de Carvalho – Oficial Administrativo

Gisele Almeida Domingues – Administrativo

Governo do Estado de SP