Projetos

Grupo de Cidadania

A violação de direitos humanos é tema constante entre os usuários do CRAVI. Para atender a expectativa dos participantes, em 2006, o CRAVI criou o Grupo de Cidadania. A iniciativa busca pensar e repensar o lugar ocupado socialmente pelas vítimas, considerando o ocorrido como ato violento que afeta laços e contratos sociais, dificultando ou até mesmo inviabilizando o exercício da cidadania e o protagonismo social.

Os encontros são delineados por objetivos (a função de cada encontro), por temas (a temática de trabalho aliada à função), por método (de que forma se contempla o objetivo) e um fechamento (o que ficou do encontro e das reflexões).

Cada módulo contempla um objetivo e uma etapa de desenvolvimento do grupo. No primeiro, a apresentação dos sujeitos, percurso nas instituições e no CRAVI e a formação de um contrato de grupo. No segundo módulo, a reflexão sobre os desejos dos participantes, discussão dos conceitos e escolha do tema. O terceiro módulo contempla as formas deste tema ser trabalhado (dentro do CRAVI). O quarto módulo aborda o fechamento do processo grupal e a construção de um produto.

O livro intitulado "Quebrando o Silêncio: Memória, Cidadania e Justiça" é resultado do trabalho desenvolvido. (Disponível para download em "Publicações").

 

 

Oficinas Mensais

Na unidade sede as Oficinas Temáticas do CRAVI acontecem na plenária 10 do Fórum Criminal da Barra Funda, ou de forma on-line por via live, com objetivo de colaborar para a criação e a manutenção de um espaço de troca de conhecimentos, reflexões e capacitações, especialmente voltado aos profissionais da rede de serviços. São abordados temas pertinentes ao acesso à justiça, cidadania e direitos humanos.

Desde seu início, em 2011, as Oficinas Temáticas já trataram de assuntos como: violência doméstica, tráfico de pessoas, direitos do migrante, cidadania LGBT, violência contra a criança e a pessoa idosa, desafios e direitos das pessoas com deficiência e muitos outros.

No ano de 2020, as Oficinas Temáticas ganharam um novo formato e foram substituídas por Ciclo de Palestras. A pandemia do coronavírus permitiu que a modalidade de palestras e lives virtuais passassem a ser uma das formas de atuação do CRAVI ao que tange à capacitação em direitos humanos e temas correlatos. Você pode ficar atento às nossas atividades acompanhando nossos perfis no Facebook e no Instagram.