Secretaria da Justiça inaugura CRAVI em Guarulhos

 

A Secretaria da Justiça e Cidadania, por meio do Centro de Referência e Apoio à Vítima (Cravi), inaugurou nesta terça-feira (30), em Guarulhos, uma nova unidade do programa, localizado na Rua Vera, 60, Jardim Santa Mena- Picanço.

O evento contou com a presença do secretário da Justiça e Cidadania, Fernando José da Costa, do deputado estadual Márcio Nakashima, do secretário da Justiça de Guarulhos, Airton Trevisan, da presidente da Asbrad, Dalila Figueiredo, do defensor público, Rodrigo Ferreira Calejone, e da coordenadora do CRAVI, Bruna dos Santos Latrofe.

Durante sua fala, Fernando José da Costa, ressaltou que o governador João Dória vem trabalhando em defesa da mulher, no combate à violência doméstica e a inauguração de mais um serviço voltado para defesa da vida é mais um marco nesta gestão. “É fundamental trabalhar em parceria, graças à emenda parlamentar, à Prefeitura de Guarulhos e à Asbrad, foi possível instalar esse serviço para acolher as pessoas em momentos de graves acidentes e casos de violência para atender as famílias”, disse.

“Os profissionais do Cravi estão aptos a orientar, com assessoria jurídica, psicológica e de assistência social. A equipe faz o primeiro contato para defender e garantir o acesso aos seus direitos”, concluiu o secretário.

A instalação da unidade no município é fruto de um convênio assinado em 18 de setembro de 2021, entre a Secretaria da Justiça e Cidadania, e a Associação Brasileira de Defesa da Mulher, da Infância e da Juventude (ASBRAD), com recursos de emenda parlamentar do deputado estadual Márcio Nakashima no valor de R$ 250 mil.

O CRAVI Guarulhos recebeu o nome de Janete Nakashima, mãe do deputado Márcio Nakashima, que faleceu em decorrência da Covid-19.

A unidade funcionará na sede da ASBRAD e conta com quatro salas, sendo uma para atendimento de grupos, duas para atendimentos individuais e uma para alocação da equipe técnica.
Os técnicos do Cravi capacitaram a equipe formada por um psicólogo, uma assistente social, um advogado e um funcionário administrativo. Os atendimentos seguirão a metodologia utilizada pelos profissionais do CRAVI Barra Funda.

A presidente da Associação Brasileira de Defesa da Mulher, da Infância e da Juventude (ASBRAD) Dalila Figueiredo será a coordenadora da unidade.

 

 

O Cravi

O Centro de Referência e apoio à Vítima (CRAVI), um programa da Secretaria da Justiça e Cidadania, criado em julho de 1998 oferece atendimento psicossocial e jurídico gratuito às vítimas e seus familiares, colaborando para seu acesso à justiça por meio de parcerias consolidadas com a Defensoria Pública do Estado de São Paulo, com o Ministério Público do Estado de São Paulo e o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

Qualquer cidadão (a) que tenha passado por uma situação de violência de qualquer natureza (homicídio, latrocínio e feminicídio) consumado ou tentado, inclusive violência doméstica, será acolhido no serviço por uma equipe interdisciplinar, especializada em realizar a triagem dos casos. Desde sua criação já realizou mais de 55 mil atendimentos.

Em virtude do novo coronavírus e das interrupções das atividades presenciais, as 6 unidades do CRAVI: Capital, Araçatuba, Suzano, Santos, São Vicente e Barueri, passaram a atender de forma remota, o que levou o Programa a atingir o recorde de 4.950 acolhimentos realizados em 2020. O índice significa um aumento de 95% em relação ao ano anterior (2019), onde foram computados 2.476 atendimentos.

De janeiro a primeira quinzena de novembro de 2021 já foram realizados 6.509 acolhimentos.
Para entrar em contato com o CRAVI basta ligar para (11) 3666-7960 ou 3291.2624 ou enviar e-mail:cravi@justica.sp.gov.br.