Institucional - Conselho da Condição Feminina promove live sobre 16 dias de ativismo nesta quinta-feira (19)

 

Com o tema “16 das de Ativismo”, o Conselho Estadual da Condição Feminina, da Secretaria da Justiça e Cidadania, promoverá nesta quinta-feira (19), às 17h, via Facebook, sua vigésima quinta live. Para participar basta acessar o link: https://www.facebook.com/ComissaoDeEventosCECF/

O encontro contará com a participação de Maria Aparecida de Laia, Presidente do Instituto de Pesquisa Educação Desenvolvimento Social – IPEDS. Laiia épsicóloga e assistente social Sanitarista, com especialização em Educação em Saude publica e Pós-Graduação Latus Sensus: Saúde Pública –

Passou por diversos cargos , inclusive o de presidente do Conselho Estadual da Condição Feminina, com inclusão com diversas participações Congressos e Conferências , Eventos Internacionais como · - IV Conferência Mundial de Mulheres de Beijing – China· - II Conferência Mundial sobre Habitat II – Turquia· - II Encontro de Mulheres Afrolatinoamericanas e Caribenhas – Costa Rica· - IV Encontro Feminista – Santiago - Chile· - II Curso de Gerenciamento em serviços de Saúde – Itália· - VIII Encontro Mundial de Mulheres Negras – Joanesburgo – África do Sul· - VIV Conferência “Vozes Vitais das América”– As Mulheres da Democracia – Uruguai-Encontro Internacional de Mulheres Deficientes – Washington – DC-· - Encontro Internacional de Combate a Violência Doméstica – Havana – Cuba-· - III Conferência Mundial contra o Racismo, Discriminação Racial, Xenofobia e Outras formas de intolerância – Durban – África do Sul-· - Visita as Universidades Americanas conhecendo a condição de vida da mulher negra americana à convite da Embaixada dos Estados Unidos da América. Além disso atuou como como coordenadora de Assessoria de Gênero e Etnias da Secretaria de Estado da Cultura .

O debate será mediado pela  conselheira do CECF- Marli Parada.

Durante o período de isolamento social, o Conselho já transmitiu vinte e três lives: “Vidas Negras Importam", "Violência Doméstica na Pandemia", "Mulher na Política", "Alienação Parental e Guarda Compartilhada", "Saúde da Mulher na Pandemia", "Evolução das Políticas Públicas para a População Negra", “Violência Contra a Pessoa Idosa em Tempos de Pandemia”, “Ações da Secretaria da Justiça e Cidadania voltada para as Mulheres”, “A Importância do Movimento das Mulheres - Lei Maria da Penha e Delegacia da Mulher", “Mulheres encarceradas”, “Visibilidade Lésbica”, “Mulher-Crise do Desemprego”, “Mulher, Sexo na Melhor Idade”, “Tráfico de Pessoas”, “Pessoas com Deficiência”, “Suicídio: causas, prevenção e acolhimento”, “Intolerância Religiosa”, “A Representatividade da Mulher na Política Brasileira”, “Mulheres Refugiadas”, e “ Direito de Família” , “Proteção dos Vulneráveis sob a ótica dos direitos humanos”,  “Direitos das Mulheres na Política Consciente”, e “Sororidade”.

 

SOBRE O CONSELHO

O Conselho Estadual da Condição Feminina tem como atribuições formular diretrizes e promover atividades que visam à defesa dos direitos da mulher, à eliminação das discriminações que as atingem, bem como a plena integração na vida socioeconômico e político-cultural; assessorar o Poder Executivo, emitindo pareceres e acompanhando a elaboração de programas de Governo nos âmbitos federal, estadual e municipal em questões relativas à mulher, tendo como objetivo defender seus direitos e interesses; e desenvolver estudos, debates e pesquisas sobre a problemática da mulher.

 

 

Compartilhe esta notícia: