Qualificação Profissional - Mais de 60 alunos recebem certificado do curso Beleza Negra

O secretário da Justiça e Cidadania, Paulo Dimas Mascaretti, presidiu nesta segunda-feira (4) a cerimônia de formatura dos alunos participantes do Projeto Beleza Negra, promovido pelo Conselho Estadual de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra (CPDCN), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE).

Mais de 60 alunos participaram das aulas realizadas às segundas-feiras, das 14h às 18h, entre os dias 12 de agosto e 4 de novembro. O curso, realizado na sede da Pasta, teve carga horária de 46 horas.

O projeto foi direcionado a empreendedores e profissionais da raça negra que atuam no setor de beleza e estética e teve como objetivo promover treinamento técnico na área de gestão empresarial, além de apoiar o desenvolvimento econômico da população negra.

“A dignidade se faz com o trabalho. Enaltecemos o trabalho quando qualificamos a população. As pessoas querem trabalhar, produzir, empreender, mas às vezes falta oportunidade”, ponderou o secretário da Justiça e Cidadania. “Esse é um governo de inclusão. Temos de abrir portas, oferecer oportunidades e trabalhar pensando grande e nas pessoas que mais precisam”, destacou.

O presidente do Conselho Estadual de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra, Ivan Lima, ressaltou que as pessoas só precisam de uma oportunidade para trilhar o caminho do sucesso. “Sonho que se sonha junto é realidade”, citou.

As aulas foram ministradas por técnicos do SEBRAE que desenvolveram temas como Oficina de Beleza Legal, Gestão Financeira para Salão de Beleza, Como Promover e Divulgar para Vender, Inovação e Consultoria da Empresa.

“Quando acreditamos, as coisas acontecem. A trajetória de vocês não acaba aqui. Hoje é só o começo. Espero que os recursos que entregamos a vocês tragam empoderamento. O SEBRAE deseja que façam uma gestão profissional do negócio de vocês”, afirmou a coordenadora estadual de Beleza e Estética do SECRAE/SP, Maísa Blumenfeld Deorato.

A coordenadora do Grupo de Trabalho de Diversidade, da FIESP, Jorgete Lemos acentuou que o embelezamento externo depende do interior de cada um. “Que esse projeto, voltado para a beleza, desperte o valor que há dentro de cada um de nós. Que vocês possam propagar beleza”, desejou.

O presidente do Instituto ABIHPEC, Cláudio Viggiani, falou da satisfação em ver o auditório lotado de alunos que chegaram ao final de mais uma jornada. “O curso teve frequência, adesão, envolvimento e aproveitamento excepcionais, o que reforça a tese de que é só oferecer uma oportunidade para que ela seja aproveitada”.

A deputada Leci Brandão prestigiou a formatura e reiterou que os discentes finalizam a etapa mais fortalecidos e sendo referência para os brasileiros que buscam uma oportunidade. “Eu gosto de pessoas, respeito pessoas de qualquer etnia, mas entendo que a minha missão é combater a injustiça trabalhando pelos menos favorecidos”, sublinhou.

 

SOBRE O CURSO

Conectado com a Agenda 2030 da ONU, o projeto-piloto Beleza Negra atende a uma das metas globais dos objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) que pretende progressivamente alcançar e sustentar o crescimento da renda dos 40% da população mais pobre a uma taxa maior que a média nacional.

A inciativa também se insere no contexto da “Década Internacional de Afrodescendentes entre 2015 e 2024”, proclamada pela Assembleia Geral da ONU. O período é uma oportunidade de destacar a importante contribuição dada elos povos afrodescendentes para a sociedade e propor medidas concretas para promover a sua plena inclusão socioeconômica.

 

Estiveram presentes na cerimônia a coordenadora de Políticas para a População Negra e Indígena, Regina Laura Marinho; a secretária do Fórum Inter-religioso da Secretaria da Justiça e Cidadania, Vânia Maria Soares; alunos e familiares.

Compartilhe esta notícia: