Parceria - Imesc forma psicólogos da SAP em Escala Hare

Dezenove psicólogos da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) concluíram o curso de capacitação em Escala Hare – PCL - R, e estão habilitados para aplicar o teste canadense de avaliações criminológicas nas unidades penitenciárias administradas pela SAP no Estado de São Paulo.

A formatura e a entrega dos diplomas ocorreu na terça-feira, 26, no Auditório Espaço da Cidadania “André Franco Montoro”, na Secretaria da Justiça e Cidadania. Estiveram presentes os secretários da Justiça e Cidadania, Paulo Dimas Mascaretti, da Administração Penitenciária, coronel Nivaldo Cesar Restivo, o procurador-chefe do Imesc, Eduardo Vasques, a perita do Imesc e especialista em psicopatia, Hilda Morana, o coordenador de Reintegração Social e Cidadania da SAP, Mauro Rogério Bitencourt, a psicóloga Renata de Cassia Palópoli e Silva, diretora técnica de Saúde 2 da Penitenciaria 2 de Presidente Venceslau, representou os formandos.

“Agradeço os servidores que mantiveram suas atividades diárias e participaram do curso. O conhecimento precisa ser compartilhado. A capacitação do Imesc será útil no cotidiano das unidades prisionais do Estado”, explicou o secretário da Administração Penitenciária.

O Imesc, órgão vinculado à Secretaria da Justiça, ministrou as aulas. O trabalho resulta de um convênio firmado entre o Imesc e a SAP. Por meio da parceria, 28 psicólogos que trabalham nas unidades prisionais das regiões Central, Metropolitana e Vale do Ribeira e Litoral concluíram o curso em 2018. Os 19 profissionais que receberam os certificados, em 26 de novembro, estão lotados nas Unidades Prisionais e Unidades de Reintegração Social (Centrais de Atenção ao Egresso e Família, Centrais de Penas e Medidas Alternativas e Células de Referências Técnicas) das regiões Oeste e Noroeste.

 

“Os secretários de Estado têm metas a cumprir para otimizar os recursos públicos. As ações intersecretariais são bem-vindas. É muito positivo ver esse trabalho dar frutos. Que essa parceria se perpetue”, afirmou o secretário da Justiça e Cidadania.  

O curso foi composto por videoaulas teóricas, tempo para aplicação da escala em sentenciados e egressos do sistema penitenciário, além de um encontro, por turmas, de supervisão, conduzido pela psiquiatra Hilda Morana, doutora em Psiquiatria Forense pela USP, responsável pela versão brasileira do Escala Hare - PCL-R no Brasil. “A disponibilização desse instrumento para os profissionais das áreas de psicologia e psiquiatria forense é muito útil para a avaliação da personalidade dos criminosos, área em que a psicologia tem tanto a contribuir e a crescer”, explanou.

De acordo com a SAP, os alunos deram um feedback positivo do curso. O questionário Escala Hare – PCL–R complementa os critérios para elaboração de avaliações que visam a subsidiar decisões encaminhadas pelo Poder Judiciário. Com a capacitação, os profissionais contam, atualmente, com mais um instrumental para respaldar seu trabalho. “Foi um trabalho longo, mas bastante exitoso. Tenho certeza que trará bons resultados no sistema prisional”, disse o coordenador de Reintegração Social e Cidadania da SAP.

O que é a Escala Hare - PCL –R?

Psychopathy Checklist – Revised é teste elaborado pelo psicólogo canadense Robert Hare, que após anos de pesquisa na área da psicopatia propôs a utilização de um método de investigação que possibilita a avaliação de psicopatia, contribuindo para os estudos forenses de criminosos em todo o mundo.

O teste é composto por um questionário analisado por meio de um caderno de pontuação, baseado em 20 itens de personalidade, e que identifica de maneira acurada e mais célere psicopatas, que antes era possível apenas pelo teste de Rorschach, que é de aplicação extremamente criteriosa e demorada.

Muitas das questões apresentadas no caderno de entrevistas da Escala Hare possibilita ainda uma melhor identificação e análise dos itens dispostos nas diretrizes fixadas na Resolução SAP nº 88/2010 (que dispõe sobre as diretrizes para avaliações criminológicas no âmbito do sistema penitenciário paulista), que visa a instrumentalizar os técnicos da SAP e contribuir para a indicação de elementos relevantes nas tomadas de decisões do sistema judiciário.  

previous arrow
next arrow
Slider

Assessoria de Comunicação
Secretaria da Justiça e Cidadania
Email: justica@justica.sp.gov.br
Tel.: (11) 3291-2612

Compartilhe esta notícia: